O meu objectivo ao criar este segundo Blog, foi o de dar a conhecer e relatar vários temas, factos e lendas, no campo mistico e esotérico, que desejo poder partilhar.
Aqui fica o meu pedido à todos os seus visitantes, para que se sintam livres em consultar e fazer parte dele.
Sejam livres... Questionem, critiquem, elogiem... Mas façam deste portal, um caminho pelo qual se sintam vivos ao passar...

O meu Abraço de Luz!

Mentuhenhat

A 4a Dimensão Em...

VISITANTES DESTE PORTAL

VISITE O MEU OUTRO BLOG

VISITE O MEU OUTRO BLOG
Carregue na Imagem para Abrir o Portal

A Estrada da Luz...

A Estrada da Luz...
Seja um viajante desta estrada...

quinta-feira, 12 de março de 2009

Caminhos Para a Luz...


Muitos são os caminhos que podemos seguir, ao longo das nossas sucessivas vidas físicas… mas todos eles nos levam ao mesmo fim: O regresso ao Uno, o nosso Pai Celestial, O Grande Sol Central.
É já um facto mais que conhecido que no nosso dia-a-dia, é-nos muito mais fácil encontrar defeitos e levantar críticas, que encontrar virtudes e tecer elogios. Não estou com isto a querer apontar o dedo a ninguém, nem a mostrar ser melhor que nenhum de vocês… Provavelmente tenho muitos mais defeitos que todos vocês visitantes deste Blog juntos. O meu desejo é apenas um: o de ajudar, a mim mesmo e a todos vocês, a terem um caminho com mais Luz, mais Paz e mais Amor…
É difícil imaginar que uma pessoa que durante sua vida física, apenas parece ter tido o prazer em fazer o mal a seus irmãos e que tudo que realizara fora apenas para seu próprio proveito, também acabará um dia por ter o mesmo prémio que aquele que viveu no caminho do Bem, que tudo fez para ajudar a todos, que apenas espalhou Amor…
Mas, não é Deus o Amor Incondicional no seu estado puríssimo? Então, que pai pode não deixar de amar dois filhos, que quando gerou, os viu iguais e os deixou seguir seus caminhos livremente? A única diferença é que um deles (o do Bem) regressará mais depressa e com muito menos sofrimento, enquanto que o outro (o das Sombras) teve uma estrada com muito mais curvas e obstáculos, mas também chegou à casa… e o Pai Celestial rejubila e declara em Amor: “Bem vindo à casa, meu filho, meu amado!” e o abraça com sua Luz…
Esse é o verdadeiro Deus Supremo! Esse é o maior exemplo do Amor Incondicional… um Amor que infelizmente ainda não somos capazes de imaginar…
Por isso, lembrem-se que quando apontam o dedo ao vosso irmão, estão a apontar três a vocês mesmos… e que o caminho da Luz é tão belo… Vamos tentar segui-lo!... Antes de dizer: “A tua ideia não esta má, mas não entendo isto ou aquilo ou discordo disto ou daquilo!”, vamos sorrir e dizer: “Que maravilha! Que bom que acreditas ou pensas dessa forma! Continua a seguir esse caminho!”, pois o esforço leva a recompensa e o prémio final, será igual para todos nós… E um dia lá estaremos todos nós, alguns primeiro, outros mais tarde, mas todos felizes, por voltar para casa!
Por isso, como bons filhos que somos, vamos falar com o nosso Pai, um pouquinho todos os dias:

“Pai! Sou eu… aquele teu filho, teimoso… aquele que comete erro em cima de erro… Esse! Eu mesmo! Pai, desculpa os meus erros, eu bem quero, mas… O mundo não é fácil… não estou a tentar justificar os meus erros… Estou apenas a tentar que, antes de voltar a cair neles, me lembre de ti! Sou muito esquecido… Por isso, Pai, ajuda-me a lembrar mais vezes que o meu caminho deve ser baseado na Luz, na Paz e no Amor, esta bem? Pai, obrigado por tudo aquilo que já sou e que tenho… Eu amo-te e és um Pai fantástico, sabias? Obrigado!”

A todos, o meu Abraço de Luz!

*Image from Deviantart by louvre89

12 comentários:

Multiolhares disse...

Penso que o maior problema na evolução espiritual
dos seres humanos é o não aceitarmos que somos pessoas cheias de defeitos e tentarmos limar as nossas arestas, com trabalho psicológico
interno, pensamos sempre que o que nos acontece de mal são os outros que o provocam e não nós próprios os culpados,
Bj

Jeanne disse...

Linda oração, certamente ajuda a elevar a sintonia.
Beijos

Anónimo disse...

É uma experiência realmente fantástica vermos as virtufes dos outros em vez dos defeitos... parabéns por este texto... espero que o ponha sem prática todos os dias...

Beijos

Booky

Shin Tau disse...

Boa noite,

concordo plenamente com a Muitiolhares, eu faço um exercício antes de apontar o dedo ao outro "O que me espelhas Irmão, que eu me recuso a ver em Mim!".

Contudo, às vezes há coisas que não podemos fechar os olhos! Todos erramos, todos temos defeitos, como tu eu também tenho muitos, mas um que desejo nunca ter é o da hipocrisia, o de ajudar a manter o nível escuro no Planeta.
Quando um irmão erra, devemos apontar o dedo do caminho correcto, pelo menos nos valores morais que são essênciais à evolução de todos. Saber que alguém mente, que engana os outros e dar-lhe uma palmada nas costas, não me parece que seja correcto. Mas isto é a minha forma de ser, não quer dizer que seja a de todos e que todos tenham de ser como eu. Por isso, mesmo se concordo com muito do que dizes, há coisas que não funcionam assim, tudo na vida reside no limar as arestas e se ninguém chamar as arestas pelo nome que é, o outro nunca terá a oportunidade de evoluir. Afinal a nossa evolução não é singular, mas em conjunto.

Esta semana tive essa dura tarefa, que acredite não é o que mais gosto de fazer, mas até Jesus teve como tarefa de mostrar o que estava errado na sociedade da sua altura, não teremos também nós essa tarefa?

Um resto de bom dia e obrigada pelas suas palavas sempre profundas no grimoire!

Karochinha disse...

Mentuhenhat, pois também penso que o principal é o facto de não se aceitar, indiscriminadamente tudo e mais alguma coisa, como forma de as pessoas julgarem estar protegidas ou a salvo. Penso que deveria ser importante existir uma nova educação em que a Aceitação, deveria ser disciplina obrigatória e ensinada desde pequeno, pelo próximo, pelo mundo, pelo próprio, para um Bem geral, talvez a revolta, a crueldade e a injustiça se dissipassem que nem fumo...
Beijocas

Shin Tau disse...

Ontem deitei-me ainda a pensar neste assunto (o que é bom, não entrou em saco roto) e hoje com a opinião da Karochinha (que respeito acima de tudo), mais certeza tenho de que ficou algo importante por dizer.

Sou professora e uma das minhas pedagogias é a do reforço positivo. Incentivar os alunos a fazer o que sabem fazer bem, ver sempre o lado positivo de tudo o que fazem, mesmo quando a resposta está errada, tento dar a volta e aproveitar algo do que disseram. Se tenho de os repreender começo sempre por elogiar o que fizeram de correcto, mas mostrando sempre o uqe não estava correcto.
Todavia, chega um momento em que as crianças, principalmente, têm de ser direccionadas para ultrapassar as suas dificuldades. Aí tento fazer a tal auto avaliação e ajudá-los a encontrar o problema, o que está errado, onde não conseguem prosseguir. Mas se ninguém lhes mostrar que neste assunto tem dificuldades, que esta matéria têm de estudar mais, que tipo de formação estarão a ter? Que tipo de sociedade queremos? A do facilitismo, onde tudo é conseguido sem noção do que está por trás? Não foi esse mesmo princípio que nos levou à crise económica em que vivemos, todos cnseguíamos um empréstimo no banco para tudo, tudo se conseguia, e agora, que resultados obtivemos? Agora quem realmente precisa não tem empréstimos devido ao abuso que fizémos dos facilitismos.
O testamento já está longo, mas gostava mesmo que se pensasse um pouco na sociedade que estamos a criar, aplicar as leis da espiritualidade é o ponto mais importante, mas não nos podemos esquecer que vivemos num mundo concreto, onde há regras, leis que não podem ser quebradas, elas servem para nos guiar no caminho da retidão, da espiritualidade.
Elogiar e ver o lado bom das coisas é importante, mas também mostrar onde há erros e onde se precisa trabalhar. Ajudar o próximo é muitas vezes dizer-lhe que aquilo está mal, tão simples quanto isso!

Obrigada por me permitir expor a minha visão, sei que ela é apenas isso e não é mais ou menos correcta que a sua ou a das outras pessoas. É só a minha, se ela fizer sentido para alguém, óptimo.

Um abraço iluminado

b disse...

O GRANDE SOL CENTRAL
Só podemos contar com a Misericórdia.
Porque tudo o mais será sempre relativo, como nós mesmos o somos.

Mentuhenhat disse...

Obrigada a todas pelas vossas palavras... Todas elas são muito bem vindas e é sempre uma grande alegria para mim chegar aqui e deparar-me com elas...

Este meu texto baseia-se na seguinte ideia:
A aceitação aos outros, não é sinónimo de concordarmos em pleno com os seus erros físicos... É simplesmente o facto de aceitarmos que durante suas missões físicas, devem ser apoiados quando falham, recebidos com gestos de benevolência e Amor, e não com críticas destrutivas que arruinara sua missão física...
Quando não concordamos com algo, devemos expor nossa ideia, sempre dentro do Amor e do entendimento, e esperando que esse nosso irmão encontre rapidamente o caminho certo, e que o levará mais depressa ao regresso Uno da Luz!

Mentuhenhat disse...

Obrigado a todas...
Continuem sempre a brilhar dessa forma maravilhosa que sabe fazer!...

A todas o meu Abraço de Luz!

Salamandra disse...

Todos somos filhos de Deus, andamos todos neste plano á procura do mesmo, Paz, Amor, Respeito, Harmonia, etc.
Na sociedade que criámos(somos todos responsáveis) por vezes torna-se dificil levar as coisas com serenidade e é ai que entra a ligação ao Divino.
Errar é humano, erramos todos, o belo consiste em termos capacidade de perceber que não somos maiores, nem melhores, não existe inferior e superior somos todos iguais e que todos serão recebidos na casa do Pai sem excepção.
Aponta-se o dedo e não vemos que os cegos por vezes somos nós.
Como eu digo somos todos Iniciados nesta caminhada e precisamos todos uns dos outros não tenhamos duvidas disso.Podemos corrigir alguem, chamar atenção mas não ao ponto de deixar alguem completamente despedaçado por dentro, ninguem tem esse direito.
Essa tua oração trouxe-me algumas lágrimas e agradeço-te por elas pois lavou a minha alma.
Eternamente Grata
uma abraço de Luz, Paz, Harmonia

Catarina Vitória disse...

Boa noite!
Este assunto,claramente dá muito que pensar...
O ser humano tende sempre a procurar a perfeição mas, nesse caminho esquece-se de uma parte muito mais importante: a alma! É por isso que, facilmente apontamos o dedo àqueles que erram, sem sequer procurarmos saber o porquê daquele erro ou,o quão "doente" pode estar a alma dessa pessoa que errou. Claramente que nos limitamos a julgar os outros em vez de os ajudarmos a "curarem-se". É por isso que é necessário alertar consciências, abrir os olhos e,"limpar" as almas, não só daqueles que erram mas, acima de tudo a nossa própria alma.

Beijinho na sua alma

Shin Tau disse...

Querido Mentuhenhat,

depois desse seu comentário fiquei a pensar. Compreendi melhor o que estava a dizer e como disse antes concordo. Mas...
O Amor e o Entendimento são tudo, às vezes, porém, são manifestados de formas diferentes, todos erramos (risos) e todos temos o nosso ponto de ebulição, é preciso contar com isso no meio desta conversa!

O Amor está em todo o lado, às vezes escondido debaixo de uma má resposta, de um olhar frio, de uma crítica mal feita, é preciso saber encontrá-lo, até nos lugares onde menos se espera.
Nunca levou um raspanete do pai ou da mãe? Dúvida por algum segundo que seja que é com todo o amor que sentem por si? Não creio!

Nem tudo o que parece é, às vezes precisamos ler as entrelinhas!

Há já algum tempo que não entrava numa conversa, num blogue, que me desse tanto que pensar! hihihihihi
Obrigada, obrigada, obrigada!